segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

PROMOÇÃO : CADERNOS PERSONALIZADOS (por Gustavo Pestana)

Do blog : http://oindizivell.blogspot.com/

Em comemoração aos mais de 10 MIL ACESSOS do Blog O (In)dizível, estamos lançando a promoção CADERNOS PERSONALUIZADOS, na qual estaremos sorteando dois cadernos personalizados no valor de R$40,00 cada.

Como Participar:
Mande um e-mail para guglamusic@gmail.com respondendo a pergunta "Por que você quer um caderno personalizado?" com seu endereço completo ou mande aqui nesta postagem, deixando a resposta no comentário.

Você pode aumentar as suas chances divulgando o link do blog no Orkut, por meio de frases, albuns de fotos e etc, facebook, twetter, msn e outros meios de vivulgação de massa. Cada um desses meios de divulgação corresponde a um ponto. somando no máximo 5 pontos. E quem divulgar a promoção num album de fotos no orkut ganha mais dois pontos extras.

Um caderno será entregue a resposta mais criativa e o outro será sorteando entre as pessoas que mais divulgaram o blog nu sorteio aleatório

Pra comprovar as divulgações envie em anexo "o print screem" de cada divulgação
Promoção válida de 25 de Dezembro de 2010 até o dia 30 de Janeiro.


Atenciosamente,
Gustavo Pestana.

VAMOS LÁ GENTE! DIVULGUEM E CONCORRAM

domingo, 25 de julho de 2010

Quando a alma transborda a sinceridade ...

"Quero cantar o que vivo, quero viver o que canto"

Esse trecho dessa música fala por mim. A música é arte, e como toda obra de arte expressamos nela sentimentos, conceitos, valores. Uma obra de arte sem essencia não transmite mensagem. Posso explicar melhor essa afirmação! Imagine que os grandes pintores, compositores, escultores, enfim grandes artistas, chegassem a ficar cansados e desanimados em relação às suas artes e não mais trasmitissem nelas sua subjetividade. Imagine um artista que de repente não consiga mais sentir a sinceridade de seus sentimentos refletida e trasmitida em sua arte, e que esteja trabalhando incansavelmente naquilo por hábito. Inevitavelmente esse trabalho virá carregado de um grande vazio, e dificilmente provocará uma reação profunda em outras pessoas, a não ser que por algum motivo aquela arte produzida espontaneamente e sem sinceridade represente algo para aquela pessoa que viu e se identificou com a representação daquele trabalho, mesmo que para o artista ela não signifique algo e seja fruto de um trabalho mecânico.
Sim, mas o que podemos aprender disso ?
Quando fazemos algo para Deus é necessário que esse algo venha acompanhado com a sinceridade de nosso coração e que represente de alguma forma o amor que devotamos a esse Deus. Não adianta fazer um trabalho maravilhoso por simples hábito mas que não tenha consigo a essencia da adoração. Quando, por exemplo, alguem compõe ou canta um louvor a Deus, o que vai dizer se realimente é um louvor é se aquilo reflete os sentimentos e pensamentos daquela pessoa, se aquilo é verdade na vida da pessoa. Caso contrário, não passará de uma música vazia. Então, mas como eu disse em relação à arte, essa mesma música cantada de forma vazia, dificilmente provocará uma reação profunda em outrem, a não ser se alguem se identificar com aquelas palavras, se aquelas palavras refletirem uma verdade para quem ouve, isso ocorre porque Deus é misericordioso, e mesmo não merecendo Ele ainda nos usa como instrumento. O fato é que Deus se faz presente na sinceridade do nosso louvor e que isso é um instrumento poderoso que pode tocar o coração de quem nem acredita naquelas palavras, porque são mais do que palavras, são cheias de essência, cheias do poder de Deus. O louvor verdadeiro pode transformar vidas e você pode ser um instrumento para isso. O louvor aqui foi um exemplo, todo e qualquer trabalho feito para a glória de Deus que transmitir a nossa sinceridade pode ter o poder de transformar vidas. Esse é o ministério que Deus se agrada.
Pergunte a você mesmo qual tem sido sua motivação. Será que seu trabalho tem alcançado mesmo vidas ? ou será que só alcança àqueles que já acreditam na verdade ? será que seu ministério tem refletido a sinceridade do seu amor a Deus ? Não vale a pena trabalhar sem motivação. Deus não precisa desse tipo de trabalho, mas o seu trabalho, ele precisa de Deus para ser completo e frutífero.

Que Deus nos abençoe e sonde o nosso coração em todo o tempo.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Nossas escolhas

Sempre guardei em mim a idéia de que a vida é uma sucessão de fases, uma sequencia de etapas e barreiras a serem vencidas, mas é fato que as barreiras sempre existirão, sim, estamos fadados a sempre superar algo. As fases se completam e nos completam, em cada fase levamos um pedaço do que vivemos, poderíamos arriscar dizer que nossa essencia é sempre lapidada por elas, a cada etapa algo muda, em cada vivência adquirimos ou perdemos algo, erramos, acertamos e apredemos. Nossa personalidade vai sendo formada e construída, tal qual uma pedra bruta se tranforma em uma delineada escultura. Se arriscarmos a tentativa de dermarcarmos nossas fases veríamos como são nítidas cada linha de separação. O fato é que de alguma forma construímos ativamente nossa vida e somos construídos de acordo com as circunstâncias de cada fase que passamos. Apredemos com nossos mecaninsmos reponder às necessidades que passamos, a incorporar fatores que necessitamos, remover outros, alterar alguns, lutar por outros, enfim, a partir do momento em que temos a possibilidade de escolher o que vai fazer parte de nós ou não, percebemos que o resultado final é de nossa responsabilidade, por mais que as situações que se passem sejam as piores ou as mais inusitadas o que conta é o que faremos a partir delas, o que escolheremos seguir. Seria tolice afirmar que todo resultado é somente imposição Divina, afinal, Deus nos dá situações e espera de nós as atitudes. O que você tem feito com as circunstâncias que Deus o coloca ? Construindo sua vida ativamente, ou agindo passivamente como expectador de sua própria existência ?
Pense nisto!

"Senhor, ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios. (Sl 90:12)"

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

"Não podeis servir a dois senhores."

Quando observamos esse versículo de cara percebemos que não podemos Servir a Deus e ao mundo. Mas quantos já pararam pra pensar na abrangência desse versículo?

A visão distorcida que se tem é que servir ao mundo é ser escravo das coisas que o mundo oferece, álcool, drogas, festas, promiscuidade. Com certeza isso também, mas não apenas isso.

As vezes essa servidão é tão sutil que nós mesmo não a percebemos.

Alguma vez você já deixou de ir a igreja porque seu cabelo estava desarrumado? Ou porque você não fez a unha? Porque tinha um jogo que não podia perder, porque preferiu sair com sua namorada ? preferiu ficar estudando quando poderia ter estudado antes ? ou simplesmente preferiu ficar dormindo ?

As vezes não percebemos que colocamos outras coisas como prioridade em alguns momentos de nossas vidas. O fato de nos preocuparmos tanto com nosso futuro e com tudo que acontece já é uma servidão. “"Buscai primeiro o Reino de Deus e a Sua Justiça e todas as outras coisas vos serão acrescentadas"

Vivemos em mundo em que a aparência é primordial. Em se arrumar, não há pecado algum, se as suas roupas não escandalizarem. Mas como, nós mulheres caímos em armadilhas nessa área. Nos preocupamos tanto em está bonitas que até pensamos em não ir à igreja quando não gostamos das roupas que temos pra usar aquela dia, ou quando o cabelo não está escovado, ou coisas do tipo. Sei que muitas de nós fazem isso.

Devemos ter em mente que nossa prioridade em todas as situações deve ser Deus. Ir pra igreja não significa, necessariamente que se está dando prioridade a Deus. Citei esses exemplos pra evidenciar a substituição de algo relacionado a Deus por algo secular. Quem de nós nunca preferiu ficar na internet por horas ao invés de ler a Palavra ou conversar com Deus, quando realmente precisávamos fazer isso ? (Essa é pra mim)

Muitas pessoas tem escolhido ir à igreja, mas as motivações são outras. Muitos vêem a igreja como ponto de encontro de amigos, outros como uma forma de conseguir algum tipo de relacionamento, outros encaram a igreja como uma mera rotina, pois reproduzem apenas os hábitos familiares.

Se observarmos nossas vidas, chegaremos a conclusão que precisamos mudar alguns conceitos e refletir em que plano temos colocado Deus em nosso dia a dia. Ele tem sido nossa maior motivação? Tem tido o especo que por direito é dEle ? Enfim, Deus tem sido realmente PRIORIDADE em sua vida ?

Deus abençoe ricamente a todos.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Olhai os Lírios do campo

É importante conhecermos um pouco mais da nossa mente, para que assim possamos treinar nossa psique, filtrar emoções e pensamentos. Vejamos. Imagine uma caixa cheia de compartimentos, em que existem portas e janelas. Imaginou ? Digamos que essa é nossa mente. Cada área abriga um grupo de estímulos, pensamentos, frustrações e reações diferentes. Partindo do pressuposto que nosso cérebro é extremamente complexo, me refiro a ele em relação ao mundo dos pensamentos de forma abstrata. Não tenho conhecimento para abranger maiores explicações. Pois bem, cada informação que guardamos na nossa psique influenciará muitos de nossos comportamentos e algumas podem nos acompanhar até o fim de nossas vidas. As coisas que mais marcam a nossa existência são as mais expressivas, são as que moldam grande parte do que somos. Todas as experiências que passamos desde a infância e que são guardadas no nosso consciente e inconsciente definirão a nossa personalidade. Agora, porque é importante sabermos disso? Perceba, se desde a nossa infância acumulamos em nossa mente sentimentos e experiências dolorosas e as deixamos controlar o nosso “eu”, consequentemente não nos permitiremos aproveitar as coisas mais felizes e valiosas, e veremos a vida com uma perspectiva pessimista. Desenvolveremos uma falta de vigor diante das situações. Poderemos ter grandes possibilidades de desenvolver psicopatologias e acabar nos perdendo em meio a nossa própria essência. Então chamo a atenção para a necessidade que temos de filtrar nossos estímulos. Claro que algumas coisas ruins sempre acabam trazendo algumas frustrações. Mas, como cita Augusto Cury em seu livro “Os Códigos da Inteligência” se conseguirmos filtrar nossos estímulos estressantes e darmos lugar aos estímulos que trazem o otimismo, viveremos mais e melhor. O que mais me surpreende é como Jesus soube cultivar sua mente e proteger sua emoção em todas as situações. Jesus cultivou a confiança, o perdão, e deu valor às coisas mais simples. Sofreu, chorou, mas não permitiu que nada o tirasse da Sua essência, nem apagasse Seu amor e Sua bondade. O segredo da Psicologia, assim como de todas as coisas, se expressa em Jesus. Filtrar os estímulos estressantes só é possível quando temos fé diante das coisas, quando temos confiança e a alegria de ter um Deus maravilhoso, independente de todas as nossas experiências. Descansar em Deus é a melhor maneira de termos uma mente saudável. Perceba agora a beleza do convite de Jesus "vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e meu fardo é leve
Temos na Bíblia também outro conselho de Jesus: “Olhai os lírios do campo”. Nessa frase Jesus chama a nossa atenção para o excesso de ansiedade que brota da nossa forma negativista de ver a vida. Jesus nos convida a confiar para mantermos nossa mente em paz, para termos alegria de viver, sem neuroses e sem preocupações doentias. Então, quando estivermos em conflitos... olhemos os lírios do campo.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Treinando a Fé

Quando estamos com algum problema em algo nosso, por exemplo, vamos supor que o computador tenha pegado vírus. Procuramos a quem pode e sabe resolver tal problema. Entregamos em suas mãos com a consciência que só podemos pegar de volta quando o problema estiver resolvido. Confiamos em deixar aquele computador sendo consertado pelas mãos do profissional e geralmente esquecemos dele, já que sabemos que nada podemos fazer e que o profissional resolverá a situação. Então entregamos junto com o computador, a preocupação. Se em algum momento eu duvidar que realmente o problema do computador será resolvido e em um instante de insegurança pegar o computador de volta, o profissional não poderá mais fazer nada pra consertá-lo. Eu simplesmente mostrei que não confiei o suficiente na competência de quem poderia resolver. Então começo a tentar consertar com minhas próprias mãos, mas eu não sou capacitada pra fazer isso, isso está acima da minha limitada condição, mas eu decidi e persistir em continuar fazendo o conserto sozinha. E culminou em um desastre total. Acabei piorando tudo. Isso não lhe parece comum ? Fazemos isso tantas vezes em nossas vida. Quando queremos “consertar” nossa vida da nossa forma, é sinal que não confiamos na fidelidade de Deus para conosco. As vezes somo hipócritas afirmando que entregamos um problema ou uma situação a Deus, e alguns instantes depois nos vem a preocupação rondando nossa mente, nos vem aquela vontade de tentar interferir, “forçar a barra”. E quando essa vontade se transforma em ação, nesse exato momento estamos mudando o curso que Deus daria à situação. Pegamos o problema de volta para nós, tiramos das mãos de Deus e com isso estamos dizendo : Deus, eu não confio no Seu agir. Temos que ter o perfeito entendimento que muitas coisas na vida nós temos que agir. Claro, Deus nos põe em situações e nos oferece escolhas. Nós temos o livre arbítrio. Mas podemos escolher abrir nosso coração para a voz Dele e aí sim, fazer a nossa parte dando todos os outros passos. Mas quando vem a tempestade, nossa fé é tão pequena, olhamos para todas as circunstâncias. Esquecemos de continuar caminhando para o alvo e confiar em Deus. Lembre-se: Jesus não deixará o mar te submergir.

Fiz esse texto não só porque acho que as pessoas fazem isso. O escrevi porque eu também passo por isso. Essas palavras são para mim. Sou humana, e sei que como todos, tenho minhas limitações. Aceito como é difícil não nos preocuparmos com as coisas do nosso viver. Nos parece natural. Mas creio que se começarmos a exercitar essa fé, teremos um grande amadurecimento espiritual. Começaremos exercitando nas coisas mais simples. Por exemplo, quando estamos em um ponto de ônibus e estamos atrasados, nos preocupamos para que o nosso ônibus passe logo. Pronto, poderíamos treinar a partir daí. Nosso pensamento poderia ser : Não vou me preocupar porque Deus sabe de todas as coisas e providencia todas as coisas. E assim aprenderemos a ir treinando essa confiança em todas as situações, das mais simples, até às mais difíceis. Tenho certeza que não é fácil, nem pra mim e nem pra ninguém. Mas Deus SEMPRE estará conosco

"Não andeis ansiosos por coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças; E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus." (Fp 4: 6 e 7)

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Seja prova viva do amor de Deus

Estive pensando esses dias sobre a vida cristã que normalmente levamos. Então me veio a pergunta, qual a maior característica de uma vida Cristã senão refletir o amor de Cristo? Sabemos que a nossa vida envolve uma série de propósitos e obrigações. Mas muitos cristãos tem falhado onde deveriam ser hábeis, no amor. É muito fácil ser cristão indo a igreja todos os domingos, trabalhando em vários ministérios e esquecer do que realmente Jesus no deixou de mais precioso. “Amai ao próximo como a ti mesmo” O “próximo” que Jesus cita nesse trecho não é só um irmão, os amigos, os pais, não são somente pessoas que tem algum laço. Não, “o próximo” a que Jesus se refere é a qualquer ser humano. Amai a todos, isso foi o que ele disse. É difícil ? é, ninguém disse que é fácil. Amar alguém que nem se quer conhece, sim é muito difícil. Mas é exatamente aí que entra o amor que emana de Deus. Aquele amor incondicional que não quer dizer que é necessário ter um vínculo com alguém. Simplesmente se ama, porque carrega consigo o amor de Deus. O mais perfeito amor.
Em algumas traduções da Bíblia, a palavra amor é encontrada como caridade. Então entende-se que amar é ser caridoso. E de que forma nós classificamos a caridade? Muitas vezes ela é confundida com “pena”. Mas quando analiso na Bíblia seu conceito percebo que é algo tão maior e mais sublime. Percebo que ser caridoso é ter consigo a paciência, o perdão, a benignidade, a preocupação, o altruísmo e a esperança. Todas essas características estiveram em Cristo, durante toda a sua vida e seu mistério. Foi dessa forma que ele transformou e continua transformando vidas.
Aonde quero chegar com isso ? A verdade é que podemos ser usados por Deus pra transformar vidas também. Se aprendermos a amar de verdade, conseguiremos tirar pessoas da lama e de suas precárias condições: psicológica, social e espiritual. Essas pessoas tem sede de Deus, e nós devemos ter sede de falar de Jesus para elas, isso é uma expressão de amor às almas perdidas, mas é preciso colocar isso em prática, não basta planejar fazê-lo. Precisamos nos encorajar para levar o amor de Cristo a todos através de palavras e ações. E isso só conseguiremos se amarmos. Necessitamos interceder para que Deus encha os nossos corações com o Seu amor perfeito e infinito.

Deus os abençoem

video


“Senhor, eu quero brilhar por Ti

Quando o mundo se apagar

Eu quero que através da minha vida

alguém possa Te enxergar

Faze com que mesmo sem palavras

Eu fale do Teu amor

Eu quero brilhar por ti

Brilhar onde quer que for”